5 Coisas que aprendi assistindo Friends

Porque você acha que Friends é uma série maravilhosa e porque a resposta é sim? Bem, o ano era 2011, um ano super bosta na minha vida. Certo dia eu estava deliberadamente na internet e aí aleatoriamente baixei alguns episódios no finado MegaUpload (saudades querido inclusive ♡ R.I.P ) e nunca mais parei de assistir essa bosta.

Obviamente que algumas sacadas humorísticas não envelheceram bem, como as piadas gordofóbicas a cerca do passado da personagem Monica (Courtney Cox), piadas machistas do Ross (David Schwimmer) e a falta de negros no elenco durante as dez temporadas.

No entanto, Friends deixou um legado de lições atemporais que eu adotei para a minha vida. Essa é justamente a razão de eu continuar assistindo a série, mesmo já tendo visto todas as temporadas. O texto possui muitos easter-eggs que se revelam ao longo do tempo, conforme a nossa percepção.

Lição 1: Cuidado ao falar palavrão perto de crianças. Cuidado ao falar QUALQUER COISA perto de crianças.

via GIPHY

No episódio 16 da sétima temporada, a Rachel ( Jennifer Anniston ), sem ter o menor jeito com crianças, é forçada por algumas horas a ficar de babá de Ben, filho do Ross que tem uns 6 anos (idade terrível não é atoa que é o número da besta). Rachel, então ensina algumas brincadeiras e palavrões para Ben. O que ela não imaginava é que criança é como um gravador que sai reproduzindo tudo. Gente eu lembro até hoje o irmão pequeno de uma amiga perguntando para as visitas se elas “gostavam de xereca“.

Licão 2: Dar uns pegas nos corredores desertos da biblioteca pode te trazer um problemão.

via GIPHY

No episódio 7 da sétima temporada, o Ross vai até um dos andares da seção de paleontologia, na biblioteca da universidade em que ele leciona. Os corredores do andar são completamente desertos, e Ross acaba dando uns pegas intensos numa loira que aparece por lá, e o caso acaba na polícia. A prática — conhecida por Dogging — pode dar de 3 meses a um ano de reclusão e multa, segundo o artigo 233 do código penal Brasileiro.

Lição 3: Não toque na comida dos outros! Jamais.

via GIPHY

Na quinta temporada episódio 05, a sala de professores da universidade em que Ross é professor possui uma geladeira onde os funcionários deixam suas refeições para comer na hora do intervalo. Um dos professores pega o sanduíche de Atum de Ross e ainda come só uma parte, jogando o resto fora. A situação faz Ross ter um surto de raiva tão grande, que resulta em uma licença médica kk. Eu mataria.

Lição 4) Sem útero, sem opinião.

via GIPHY

No episódio 14 da oitava temporada, Rachel, que esta grávida, é levada ao hospital depois de sentir fortes contrações. Ross — futuro pai da criança — chega ao hospital e ao questionar o médico o que Rachel teve, é informado que se tratava de cólicas Baxton Hicks. Então Ross diz que “são cólicas tão comuns que a maioria das mulheres nem sente. Visivelmente com dor, Rachel solta: — Ok, sem útero, sem opinião. Nós, homens, precisamos entender que não é nosso lugar de voz quando se trata do corpo feminino.

Lição 5) Cuidado ao se casar em Las Vegas.

via GIPHY

No primeiro episódio da sexta temporada, Ross e Rachel acabam bebendo demais, e completamente alterados, decidem se casar numa capela em Las Vegas. O que eles não imaginavam é que casamentos feitos em Las Vegas, ao contrário do que muitos imaginam, tem validade legal em outros estados dos EUA. A vida imita a ficção, e se casar em Las Vegas pode gerar um transtorno ~daqueles, já que um casamento civil desses tem validade no Brasil também, e as custas para uma anulação de casamento podem ultrapassar os R$ 10 Mil.

Published by Guto

Pai Pet, dono de cinco suculentas. Blogueiro e Ilustrador. Roller boy. Blood marry é horrível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *