Mudanças no blog e uma reflexão sobre o flop

Hello Salvers da minha Internet. E o blog completou sete meses no ar, uhul. E com esse neném quase fazendo aniversário, eu fiz alguns ajustes editoriais aqui no blog para tornar ele mais redondinho, e para preservar minha saúde emocional.

A primeira mudança é que minha presença nas redes sociais vai diminuir , e eu ficarei mais ativo somente aqui no Blog. Não vou excluir meus perfis no Insta, Fb e Twitter, relaxem. Nada de medidas extremas!

São somente rumores de que isso acontece. Mas eu preciso confessar pra vocês que eu não aguentooooo mais o Instagram reduzindo meu alcance propositalmente para obrigar a patrocinar os posts. Ou essas mudanças absurdas de algoritmo toda hora que fazem meus seguidores não verem mais meu conteúdo. Essa sede de lucro do Zuckerberg me faz pensar que a qualidade do que eu produzo esta diretamente ligada as minhas métricas, as quais eles ficam manipulando toda hora. E cada partezinha desse blog é expressão, é arte, é sentimento, inspiração. É alma.

A segunda mudança, é que vou escrever mais textos como esse, algo mais casual e free style. Mesmo que esses posts não me rendam uma única view. Ah que saudade não se preocupar com métricas e nem ter analytics. Ser uma página aleatória na internet sem pretensão nenhuma, apenas pra se distrair. Outro dia eu estava editando um video meu, e chorei de rir das bostas que eu falo. É sobre isso, entende?

A terceira mudança — e a melhor de todas — é que vou começar uma nova categoria de posts chamada “Customizando o outfit“, onde vou algumas vezes garimpar roupas de brechó (upcycling), outras vezes usar peças novas, e customizar manualmente com minhas ilustrações. Com essas peças farei sorteios. Outras eu colocarei na loja do Salve Jack, uma conversa que teremos muito em breve sobre um antigo sonho meu 😛

São sete meses no ar, sete meses de divulgação constante nas minhas redes sociais. Impossível — ao menos meus contatos — não terem visto. As pessoas já estão sabendo desse rolê e eu já não preciso mais ficar “gritando” pra galera chegar.

No fim das contas, o que importa é essa sensação de realização e paz que eu sinto ao terminar de escrever meus textos, como a que estou sentindo agora. E transmitir essa paz para vocês 🙂

G.

Published by Guto

Pai Pet, dono de cinco suculentas. Blogueiro e Ilustrador. Roller boy. Blood marry é horrível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *